domingo, junho 02, 2013

 

“Água para elefantes”


Prólogo – ganhei o livro acima participando de um concurso no blog Pitacos da Lua, da minha amiga Alessy.

“Água para elefantes” é sobre o que? É sobre um homem de mais de 90 anos largado num asilo? É uma história de amor tendo como cenário o universo do circo nos anos da Grande Depressão americana? É sobre o show business e as coisas reprováveis que os produtores fazem nos bastidores para levar aos telespectadores o maior espetáculo da terra? Ou é sobre o amor pelos animais, simbolizado na figura de uma elefanta? Bem, “Água para elefantes” é tudo isso, e aí reside o problema.

O livro é a história do jovem Jacob Jankowski que - as vésperas de se formar em veterinário perde os pais num de acidente de carro e vê todos os bens da família serem tomados pelo banco - desnorteado embarca clandestinamente num trem em movimento em plena noite. Trem este que nada mais é do que uma companhia circense, precisamente a trupe dos Irmãos Benzini, que se auto intitulam o maior espetáculo da terra. Jacob por seus conhecimentos como veterinário é admitido ao circo, se apaixona por Malena, casada com o chefe do setor dos animais, e também por Rosie, uma elefanta.

A história começa a partir das lembranças de Jacob, aos 90 ou 93 anos, despertadas pela chegada de um circo que se instala na frente da casa de repouso onde vive. Ora, são lembranças de um homem velho sobre como foi sua vida a partir dos seus 23 anos, mas não vemos o velho e o novo Jacob dialogarem, eles não são a mesma pessoa, são pessoas distintas. O Jacob novo conta sua história no período em que começou no circo e, o Jacob velho conta sua história de como vive hoje numa casa de repouso. Além do que, muitas cenas ao invés de acontecerem, são narradas resumidamente por Jacob.

A autora não constrói as soluções da sua trama, e algumas informações são inseridas a la Deus ex machina, o que me causa incomodo. Para não dizer que a autora não conseguiu nada comigo, ela me surpreendeu com uma revelação sobre algo que lançou no prólogo do livro. Bem, nesse concurso onde ganhei o livro, ganhei também a versão para o cinema, vou assistir, para ver se o roteirista se saiu melhor que a escritora.

Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



Links para esta postagem:

Criar um link



<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Assinar Postagens [Atom]